sábado, 23 de Abril de 2011

Pedro Álvares Cabral



Hoje escrevo sobre um pouco da história Portuguesa, vou escrever um mini post sobre um grande navegador Português, Pedro Álvares Cabral, conhecido por todos como o descobridor do Brasil.

Pedro Álvares Cabral (Belmonte1467 ou 1468 — Santarém1520) foi um fidalgo Portuguêscomandante militar, navegador, explorador e descobridor do Brasil. Pedro Álvares Cabral realizou a primeira exploração significativa da costa nordeste da América do Sul (Brasil), reivindicando-a para Portugal. Embora os detalhes da vida de Pedro Álvares Cabral sejam escassos, sabe-se que veio de uma família nobre de grandeza secundária e recebeu uma boa educação. Foi nomeado para chefiar uma expedição à Índia em 1500, seguindo a rota recém-inaugurada por Vasco da Gama, contornando África. O objetivo deste empreendimento era retornar com especiarias valiosas e estabelecer relações comerciais na Índia — contornando o monopólio sobre o comércio de especiarias, que então estava nas mãos de comerciantes Árabes, Turcos e Italianos.
A sua frota de 13 navios afastou-se muito da costa africana no Oceano Atlântico, talvez intencionalmente (quem sabe?!), desembarcando no que ele inicialmente achou tratar-se de uma grande ilha. Como o novo território se encontrava dentro do hemisfério Português de acordo com o Tratado de Tordesilhas, Pedro Álvares Cabral reivindicou-o para a Coroa Portuguesa. Explorou o litoral e percebeu que a grande massa de terra era um continente, despachando em seguida um navio para notificar o rei Dom Manuel I da descoberta das terras. Havia desembarcado na América do Sul, e as terras que havia reivindicado para Portugal mais tarde constituiriam o Brasil
A frota reabasteceu-se e continuou rumo ao leste, com a finalidade de retomar a viagem rumo à Índia. Uma tempestade no Atlântico Sul provocou a perda de vários navios e os navios restantes encontraram-se no Canal de Moçambique antes de prosseguirem para Calecute, na Índia. Pedro Álvares Cabral inicialmente obteve sucesso na negociação dos direitos de comercialização das especiarias, mas os comerciantes Árabes consideraram o negócio Português como uma ameaça ao monopólio deles e provocaram um ataque ao entreposto Português. Os Portugueses sofreram várias baixas e as suas instalações foram destruídas. Pedro Álvares Cabral vingou-se do ataque saqueando e queimando a frota Árabe e, em seguida, bombardeou a cidade como represália à incapacidade do seu governante em explicar o ocorrido. De Calecute a expedição rumou para Cochim, outra cidade-estado Indiana, onde Pedro Álvares Cabral fez amizade com o seu governante e carregou os seus navios com especiarias cobiçadas. Apesar da perda de vidas e de navios, a viagem de Pedro Álvares Cabral foi considerada um sucesso após o seu regresso a Portugal. Os lucros extraordinários resultantes da venda das especiarias reforçaram as finanças da Coroa Portuguesa e ajudaram a lançar as bases do Império Português, que se estenderia das Américas ao Extremo Oriente.

E pronto!! Ficou aqui um pouco de história, espero que tenha sido interessante a leitura e se tiverem algum navegador preferido digam. =)

Sem comentários:

Enviar um comentário